Século XX:  1980

Picture
Nos anos 80 o verdadeiro destaque estava nos contrastes, os opostos passaram a ser a grande característica da época e ainda hoje é a marca do ser XXI.Criou-se uma multiplicidade tão grande que a moda deixou de ter apenas uma única vertente passando a ter vários ou seja, começou a haver um grande leque de possibilidades de vestuário, “não havia mais uma única verdade de moda” As áreas de antropologia e de sociologia criaram o conceito de “tribos de moda”, marcando-se uma grande característica dessa época devido aos diferentes grupos que tinham as suas próprias identidades utilizarem este grande leque de possibilidades para se caracterizar ao criarem o seu próprio estilo e cada grupo mantinha-se fiel ao seu próprio estilo.

Devido a este conceito os punks continuaram com as suas ideologias e visuais próprios e em 1980 apareceram os góticos ou darks no Brasil que deram a moda um aspecto mais romântico associado a religiosidade. Foi também neste período que os criadores japoneses se estabeleceram em Paris criando na moda propostas de intelectualidade e limpeza do visual ou seja uma filosofia zen tanto na moda como na música e na decoração que teve como nome “minimalismo”.

Kenzo foi um dos criadores japoneses mais conhecidos a utilizar esta técnica mas que na verdade não foi nada minimalista, tinha como características poucos cortes, acabamentos e também poucas cores passando a ser o preto a dominar esta técnica e que o slogan era “Less is More” (“Menos é mais”).Basicamente a cor preta for introduzida pelos punks que já foram falados anteriormente e posteriormente a isso foi adoptada por outros grupos como os góticos e minimalistas etc. Foi também facilmente aceite pela sociedade pois tem o carácter de emagrecer e porque a sujidade não se nota como nas outras cores dai ser caracterizada a cor da época.

Neste período o mercado financeiro teve também o contributo para a moda quando surgiram os “yuppies” (Young Urban Professional Persons, ou jovens profissionais urbanos). Foram os jovens que estavam bem posicionados financeiramente e que se vestiam de uma maneira dita correcta e que valorizavam o chique e o sofisticado, usavam roupas de boa qualidade e tecidos como o linho ou crepe, uma das características fundamentais era andar sempre bem vestido e sem preocupação com os gastos económicos no vestuário e acessórios pois estes tinham traduzir a sua superioridade económico. O ícone da moda dos Yuppies foi o italiano Giorgio Armani que nasceu em 1934 e era um exemplo de elegância a seguir principalmente pelo sexo masculino.

 Com a entrada da mulher no mercado de trabalho foi necessário a adopção de algum vestuário que lhes dessem alguma masculinidade então as mulheres passaram a usar ombreiras e tailleur.


“Jean-paul Gaultier, nascido em 1952, opôs-se à moda minimalista dos japoneses, em Paris os franceses adoptaram a proposta da exuberância. No prêt-à-porter com suas inusitadas criações evidenciando a androginia, os aspectos étnicos e sempre ligando a moda ao comportamento jovem propriamente dito. Do outro lado, na alta-costura, a referência foi Christian Lacroix, nascido em 1951, com seus excessos em cores, estampas e volumes. Se os minimalistas priorizavam o “Less is more”, Lacroix, por sua vez, privilegiava o “More is more”, ou seja “Mais é mais’. Flores, listras, xadrezes e poás; rosa choque, laranja, amarelo e vermelho; babados e mais babados tornaram-se a identidade de moda desse francês vindo de Arles, no sul da França, com suas saias longas ou mesmo mini-saias com anáguas para aumentar consideravelmente o seu volume.”


Neste período deu-se também um grande avanço na área têxtil e criou-se a microfibra que com as suas qualidades tornava as roupas mais leves, flexíveis e bastante resistentes também tinham a característica de não amarrotarem e quando eram lavadas secavam num tempo muito reduzido o tornava tudo numa comodidade imensa.

 Para alem da área têxtil o sector da informática também ajuda para a modernização da moda e da sua criação pois os computadores tinham programas específicos para a modelagem da roupa o que acelerava a produção. Esta evolução constante da moda já veio dos anos 70 e prolongou-se ate aos anos 90 e teve como principais características uma reprodução do passado e tal como nos anos 70 houve uma grande influencia do mundo musical tendo como grandes nomes Prince, Madonna e Michael Jackson, estes foram os que mais influenciaram a moda jovem no mundo inteiro mas principalmente nos Estados Unidos, havia uma moda muito individual de vestir não só nos grupos sociais mas também pessoalmente criando uma maneira muito própria de cada pessoa


Picture
Picture
Feito por: Ana Ferreira